INSS: Suspensão de empréstimo + aumento de margem é votada

0

Aprovação de MP possibilita aumento de margem por um maior período e uma suspensão nos pagamentos de empréstimos para os segurados do INSS! Confira:

No início desse ano de 2022, o Governo Federal acabou então anunciando um pacote de medidas para ajudar o povo brasileiro. Dentre elas, está o aumento de margem consignável para os segurados do INSS, liberando dessa forma, um maior valor em empréstimo consignado.

Viu isso? Aumento margem dos consignados: Resultado da votação MP 1106!

Desse modo, acabou sendo publicado no Diário Oficial da União, a MP 1.106/2020, que aumenta a margem consignável. Veja a seguir, mais informação a respeito desse aumento de margem, que beneficiou milhares de segurados do INSS:

Quando vai liberar a margem INSS 2022?

A MP 1.106/2022, acabou então aumentando então a Margem Consignável em 5%. Desse modo, os aposentados e demais segurados do INSS, passaram a poder comprometer 35% de seus salários em empréstimo consignados. Além desse percentual, 5% no cartão de crédito consignado.

Como se trata de uma MP, não dura por um longo tempo o que ela estipula. Desse modo, ela precisa ser votada no Congresso Nacional até 15 de julho desse ano de 2022. Caso não vir então ser votada até a data, a margem consignável irá retornar ao percentual original.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS do Blog da João Financeira pelo WhatsApp

Nesta última segunda-feira (20), estava marcada para ocorrer a votação da MP, em Plenário da Câmara dos Deputados. Porém, acabou não sendo votado, desse modo, nestes próximos dias, deverá vir ocorrer a votação da MP.

Suspensão de empréstimos consignados aos segurados do INSS:

O atual relator do 14º salário, Ricardo Silva, anexou a emenda 17 na MP 1.106/2022, no qual, traz uma suspensão nos pagamentos de empréstimos consignados. Desse modo, pelo período de 120 dias, os aposentados e demais segurados do INSS, não terão o desconto do crédito no salário.

Estas parcelas. passarão exigidas no final do contrato, mas sem a cobrança de taxas de juros acima destas. Para a suspensão ficar a disposição dos beneficiários do INSS, precisa ter a votação juntamente com a MP.

Desse modo, se a MP ser votada, os segurados do INSS terão está suspensão nos pagamentos por 4 meses.

Dica Bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE AQUI E CONHEÇA NOSSO PERFIL NO INSTAGRAM DO BLOG!

CLIQUE AQUI E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK DO BLOG!

Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva e assista!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.